Palmas criará uma Câmara Intersetorial de Segurança Alimentar e Nutricional

Procedimentos iniciais para instalar a Câmara foram publicadas no Diário Oficial do Município; objetivo é melhorar a qualidade da alimentação das famílias palmenses.

Famílias em situação de vulnerabilidade social e econômicas de Palmas em breve devem contar com uma política pública que tem como foco melhorar o acesso a uma alimentação mais saudável e nutritiva. É que a Prefeitura de Palmas deve instalar em breve a Câmara Municipal Intersetorial de Segurança Alimentar e Nutricional. Os procedimentos iniciais foram publicados no Diário Oficial do Município (DOM) do último dia 8 de janeiro.

A Câmara deve ser capitaneado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Sedes). A titular da pasta Valquíria Rezende explicou que para estabelecer esta política as próximas etapas serão a elaboração de um cronograma de ações e articulações, a construção de um Plano Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional e a execução de ações para implantação das estratégias em nível municipal.

Segundo Valquíria devem ser contemplados pelos trabalhos da Câmara equipamentos públicos como escolas, hortas comunitárias, centros de saúde da comunidade, projetos habitacionais e os restaurantes comunitários. “A intenção é estruturar a acesso a alimentação suficiente e adequada para famílias em situação de vulnerabilidade e isso vai passar por toda uma rede de equipamentos públicos. Além da Secretaria de Desenvolvimento Social, todas as entidades e órgãos que lidam com políticas afins à alimentação serão convidados a colaborar como, por exemplo, as Secretarias Municipais de Desenvolvimento Rural, Habitação, Educação e Saúde, além de entidades a nível estadual também”, explica Valquíria Rezende.

Fonte: Jornal do Tocantins

Este post foi adicionado em Notícias com a tag(s) , , . Crie um bookmark do link permanente.