Idec lança pesquisa online sobre uso do termo “integral” em alimentos

O Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) que saber a opinião dos consumidore sobre a rotulagem “integral” dos alimentos à base de cereais integrais, além de definir melhor os melhores critérios para que eles recebam essa definição. O questionário pode ser respondido até o dia 21 de novembro.

Segundo a nutricionista do Idec, Ana Paula Bortoletto, que integra também o Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea), atualmente não existe nenhum tipo de padronização sobre o uso da palavra integral. “Como não há lei específica, a indústria tem carta branca para alegar que produtos ultraprocessados são integrais mesmo quando não possuem nenhum tipo de cereal integral, como observado anteriormente pelo instituto”.

Em março deste ano, o Idec fez uma avaliação com 14 marcas de biscoitos que se declaram integrais. Os resultados mostraram que apenas três deles continham farinha de trigo ou cereal integral como principal ingrediente. Nenhum tem alto teor de fibras.

Diante desse cenário, o instituto participou de uma reunião na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para discutir a aprovação de regras mais apropriadas para alimentos à base de cereais integrais.

“Como encaminhamento da reunião promovida pela Anvisa, o Idec elaborou essa pesquisa virtual para saber qual a opinião da população sobre o tema. Os resultados serão encaminhados à agência e servirão como subsídio para avançar com a regulamentação”, finaliza Bortoletto.

Para participar da pesquisa, clique aqui.

Fonte: Ascom/Consea com informações do Idec

Este post foi adicionado em Comunicação, Notícias com a tag(s) , , , , , , , , , , . Crie um bookmark do link permanente.