Dia do Orgulho LGBTTQIA+

No dia 28 de junho, celebramos Dia do Orgulho LGBTTQIA+, que tem como proposta chamar a atenção para discussão sobre o respeito, ódio, violência e preconceito motivados pela orientação sexual e identidade de gênero no mundo todo, motivando assim, a criação de políticas públicas voltadas para esse público e leis que promovam uma melhor igualdade social e cidadania para essa comunidade.

Consta nos Princípios Fundamentais do Código de Ética e de Conduta do Nutricionista, que as atribuições da profissão devem ser desempenhadas respeitados alguns itens, dentre eles: o respeito a vida com sua singularidade e pluralidade; respeito ao gênero, sem qualquer forma de discriminação em suas relações profissionais. Também, no capítulo II do código, é um direito do nutricionista denunciar aos órgãos responsáveis qualquer forma de discriminação, contra si ou ao próximo, assim como é vedado ao nutricionista participar de atos que caracterizem agressão. Lembrando que no juramento do nutricionista, instituído pela Resolução CFN nº 382/2006, encontra-se o exercer a profissão sem discriminação de qualquer natureza.

A legitimação para esses processos de mudança vem do entender os direitos de inclusão e cidadania como equivalentes aos demais direitos, sendo importante que entidades de classe protejam todas e todos nutricionista independente de raça, cor ou gênero; unidos com a equidade, justiça.

Este post foi adicionado em Institucional, Notícias. Crie um bookmark do link permanente.